Ana Hickmann

Ana Hickmann se emociona ao relembrar atentado



Apresentadora do “Hoje em Dia”, Ana Hickmann foi a convidada do “Programa do Porchat” desta segunda-feira (31). O ápice da conversa com Fábio Porchat foi o momento em que ela relembrou a tentativa de assassinato que sofreu em maio passado, quando Rodrigo Augusto de Pádua invadiu o hotel em que ela se hospedava e tentou matá-la.

“O pensamento [sobre o atentado] não sai da cabeça. O mais difícil é quando eu vou viajar e tenho que ficar sozinha em um quarto do hotel. Ele conseguiu tirar um pouco da liberdade que eu tinha. O medo continua, mas tenho que aprender a lidar com isso. Eu prometi para mim mesma que não ia deixar de viver por conta disso”, admitiu, emocionada.

A apresentadora explicou que, por conta do trauma, os olhares de sua equipe estão mais atentos. No primeiro evento do qual ela participou após o atentado, a organização se dispôs a revistar o público. Ana recusou, mas confessou que involuntariamente, uma vez que ainda temia um contato mais próximo.

Sobre o processo aberto contra o seu cunhado, Gustavo Henrique Bello Correa – que foi indiciado pelo Ministério Público por homicídio doloso -, Ana Hickmann lamentou. “A verdade é que se não fosse pelo Gustavo eu não estaria aqui para contar essa história. Não é o final que eu gostaria para ninguém, é horrível você ter isso marcado na sua história, mas eu não faria diferente se estivesse no lugar dele”, confessou.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.